Garota é vítima de estupro seguido de morte no Maranhão

5/18/2016 CoelhoNews 0 Comments

Uma jovem identificada como Maria Aniely da Silva Carvalho foi morta a facadas após ser assaltada e estuprada no domingo (16) no bairro Parque Alvorada, na cidade de Timon.
Segundo informações da polícia, Aniely comemorava a passagem de seu aniversário de 22 anos. Aniely e sua mãe haviam saído do local onde festejavam o aniversário para procurar seu pai, que não estava no local. As duas foram abordadas por volta das 23h pelo marginal que abordou as duas, em seguida as espancou e estuprou Aniely.
De acordo com o delegado, as duas foram abordadas por um homem armado com uma faca, tentando assaltá-las. A jovem não resistiu e morreu no local, e sua mãe foi encaminhada ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT).



"Durante o ato sexual, Aniely teria reagido, tentando pegar a faca do criminoso e entregar a sua mãe. O marginal enfurecido golpeou a vítima, que veio a óbito no local. A mãe de Aniely ainda tentou ajudar a filha e também foi esfaqueada. Quando ele viu que elas não tinham nenhum pertence, ele forçou a jovem a fazer sexo. Tudo isso aconteceu na rua, próximo à agência dos Correios da cidade. Nesse momento, ela teria tentado chutar a faca da mão dele, para a mãe pegar, mas ele foi mais rápido. A mãe tentou proteger a filha, mas ele ainda conseguiu atingir as duas. Ele não satisfeito em ceder aos instintos sexuais, ainda matou a moça, foi um crime bárbaro e cruel". declarou o Delegado.

Aniely foi ferida com quatro facadas na região do peito e a mãe recebeu golpes no rosto e também no tórax. Segundo o escrivão Severino Neto, da delegacia do 2º distrito, os familiares da vítima ainda não foram ouvidos e não há muitos detalhes sobre o suspeito. A única informação fornecida pela mãe é de que o autor do crime mora na região e ela já teria visto o homem pelo bairro, mas não sabe seu nome.

O autor responderá por homicídio, tentativa de homicídio e estupro, descrito no artigo 213 do código penal como "constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso".

A polícia informou que está com uma equipe de investigadores em campo para apurar os acontecimentos.

Postagens relacionadas

0 comentários: