Gestão despreparada compromete início do ano letivo na Educação de Coelho Neto

3/05/2017 CoelhoNews 0 Comments

Início do Ano Letivo inicia e mostra falhas na Educação do Município.


No início do ano letivo, o que se vê é que a gestão comandada pelo petista Américo de Sousa além de despreparada, não tem o mínimo de bom senso e preocupação para a qualidade da educação municipal. São inúmeros os problemas encontrados nas escolas municipais, desde os recursos até a mal organização com o corpo dos funcionários da educação.

Um governo que se exalta e se diz competente, era para iniciar o ano letivo em vigor. Até agora as portarias dos diretores das escolas não foram baixadas, não se sabe quem serão os novos diretores, muito menos se irão contratar professores para preencher o quadro de funcionários da educação.

Os problemas de infraestrutura são visíveis em todas as escolas da rede de ensino em Coelho Neto. Alguns Blogs do município vêm mostrando o descaso criado já da gestão Américo de Sousa; escolas com goteiras, a falta do retoque nas pinturas, bebedouros quebrados, fiação elétrica exposta, portas e janelas quebradas, ventiladores queimados, muitos problemas que já deveriam ser resolvidos.

A população desiludida, mostra a insatisfação e desconfiança que atinge não só o governo municipal, mas também o governo estadual. Nós deste portal estivemos com alguns professores que lecionam nas duas redes, e a visão que a dupla de comunistas, Américo de Sousa (PT) e Flávio Dino (PCdoB), repassam, por quererem governar o estado e o município de suas maneiras só tem evidenciado a situação de abandono e descaso nas escolas da cidade de Coelho Neto.

Podemos relatar a situação das escolas municipais e estaduais da cidade.

A Escola Municipal Dr. Benedito Duarte, no centro, não oferece as minímas condições de trabalho para os profissionais da educação. O matagal toma conta do pátio interno, invadindo janelas, piso com buracos, rachaduras nas paredes e nos muros, o lixo acumulado no portão de acesso.

A Escola Municipal José Barreto, no bairro Anil, está praticamente coberta pelo matagal. A única coisa que se consegue enxergar nitidamente é o telhado. Já na Escola Municipal Diego Bacelar, no Bairro Novo Tempo, a situação é também vergonhosa. A estrutura apresenta total deterioração.

O desgaste atinge também as Escolas Estaduais, como por exemplo; a Unidade Integrada Coelho Neto. Ela é o retrato sem retoques da falta de compromisso do governo do estado para com a educação no município.

A Escola Justino Bastos, vive em piores situações de abandono.

Outra realidade é o risco à saúde dos alunos e professores ao frequentarem essas escolas, sem que alguma providência seja tomada. Pelo menos esta é a preocupação de uma mãe de aluno que não quis se identificar: “Aqui no nosso bairro onde o lixo tá deste jeito é um perigo, imagine numa escola dessa, que até cobra deve ter aí, dentro desse matagal.”

A mesma situação atinge as escolas da zona rural, onde o acesso está parcialmente comprometido pela falta de manutenção das estradas. O transporte desses alunos certamente vai ser prejudicado pela falta de manutenção dos ônibus.

Hoje, a gestão Américo de Sousa compromete o município. Um início de gestão desorientado e desorganizado, comandada por professores e sindicalistas, intitulados como defensores dos servidores públicos municipais. Mas quem acompanha essa trajetória, sabe plenamente que o mesmo Sindicato, comandado por décadas, em tempos de outrora pelo ex-sindicalista e atual prefeito Américo de Sousa (PT) defendia apenas uma classe de servidores concursados, se recusando e ignorando os direitos de servidores contratados pelo município.

O número de pessoas se pronunciando e se manifestando nas redes tem aumentado nos últimos dias. A desconfiança gerada pelos moradores da cidade mostra o desanimo causado pelas ações do atual prefeito também para com a educação.

A educação do município vai ter que se virar nos 30, mesmo porque, os repasses do governo federal para a educação estão rigorosamente em dias e são abundantes!

Postagens relacionadas

0 comentários: