Prefeito é acusado de perseguir servidores

3/12/2017 CoelhoNews 0 Comments

Prefeito de Coelho Neto é acusado de perseguir servidores e detonar o setor de Saúde


O sucateamento da saúde pública é uma realidade que incomoda. O prefeito Américo de Sousa (PT) é acusado por funcionários da saúde de agir de forma política-eleitoreira e, assim, agravar ainda mais os problemas do setor.

“Ele tirou o poder da secretária e demitiu de forma sumária a enfermeira e a psicóloga do Caps AD. É um louco! Assim ele não vai resolver o problema", disse um funcionário que não quis se identificar temendo represálias da parte do prefeito.

Na SEMUS há os que afirmam que a Secretária de Saúde, Cristiane Bacelar, anda muito insatisfeita com a forma centralizadora de administrar do prefeito. Cogitam até a renúncia dela ao cargo depois que Américo de Sousa demitiu os bioquímicos domiciliados na cidade para dar lugar aos de Caxias. A Constituição Federal coloca a vida como sendo o bem maior dos direitos fundamentais, preceituando em seu Art. 196 que a saúde é um direito de todos e um dever do Estado. Mas, não é o que acontece em Coelho Neto. Com uma população beirando os 50 mil habitantes, o município mantém em funcionamento, de forma precária, apenas a UPA, onde o paciente não pode passar mais do que 24 horas. O governo Américo de Sousa não sai de cima do rasto.

Depois de demitir os médicos Fernando Couto e Gemma Galgane, agora foi obrigado a chamá-los de volta devido a superlotação na UPA e a ameaça dos médicos cubanos de deixarem o município, já que não estariam recebendo seus vencimentos. Tanto na UPA quanto nos postos de saúde o paciente é humilhado, o servidor sacrificado e o governo ineficiente. Falta tudo: material de limpeza, medicamentos, equipamentos e profissionais. Nos postos da zona rural o prefeito determinou a remoção das ambulâncias, alegando economia de combustível. Que disparate! Os veículos estão jogados no pátio interno da Casa de Saúde sob sol e chuva. Na opinião de populares, esta é uma forma muito irresponsável de tratar a coisa pública.

O Centro de Imagem, que é um dos setores mais importantes da saúde pública, está funcionando com apenas uma técnica de enfermagem. Até o dia 31 de dezembro do ano passado a população podia realizar ali exames de Ultrassonografia, Eletrocardiograma, Teste Ergométrico, Raio X, Mamografia, Serviços Ortopédicos e Endoscopia Digestiva Alca. No governo Américo, a população conta apenas com os serviços de Ultrassonografia, Eletrocardiograma e Teste Ergométrico. Muito pouco para um governo que se elegeu prometendo melhorar a vida das pessoas. O Blog Direto ao Assunto tentou contato com a Secretária Cristiane. Por telefone, uma funcionária identificada pelo nome de Luciana, informou que ela estava em reunião e não poderia atender.

Do Blog Direto ao Assunto CN

Postagens relacionadas

0 comentários: