PROCON receberá inúmeras denúncias contra o abusivo preço do Gás e Gasolina nesta semana em Coelho Neto

4/02/2017 CoelhoNews 0 Comments

O serviço estará disponível no Teatro Municipal
Com a visita do PROCON e Viva Cidadão que ocorrerá na cidade de Coelho Nesta semana, moradores já se preparam para denunciar os valores abusivos cobrados no Gás de Cozinha e na Gasolina vendida na cidade.

As últimas reclamações feitas pelos coelhonetenses tomaram forças na cidade quando repercutiu a nível estadual as denúncias que fizeram contra os vendedores de gás de cozinha na cidade de Caxias, veiculado em matéria pela TV Mirante, TV Sinal Verde e diversos Blogs de todo Maranhão.

Por motivo da cidade de Coelho Neto ainda não ter uma agência própria do PROCON, torna-se dificultoso o deslocamento dos moradores de Coelho Neto à uma agencia do PROCON mais próxima, no caso seria em Caxias.

Assim como o Gás de Cozinha e a Gasolina, entrarão na lista das reclamações os péssimos serviços oferecidos pelas empresas telefônicas, Oi, Tim e Claro, que além de vender péssimos serviços de telefonias não atendem à demanda com o serviço de Internet na cidade de Coelho Neto.

A assessoria de Comunicação da Prefeitura de Coelho Neto anunciou a visita da agência itinerante do PROCON-MA e Viva Cidadão na cidade nesta semana. Os serviços estarão disponíveis do dia 2 à 5 de abril, das 8h da manhã às 5h da tarde, no Teatro Municipal, localizado no centro da cidade.

Como fazer uma reclamação?
Para formalizar uma denúncia você precisa apresentar 2 cópias dos seguintes documentos:
-RG
-CPF
-Comprovante de residência
-Documentos referentes a reclamação (Ex: Contrato, fotos, ordem de serviço, nota fiscal, protocolos, recibos)
-Procuração com firma reconhecida em cartório, caso esteja representando alguém (Modelo).

Quando denunciar para a fiscalização
-Publicidade Enganosa;
-Preços diferenciados em supermercado entre a gôndola e a caixa registradora (código de barras);
-Mercadorias com prazo de validade vencido;
-Mercadorias sem prazo de validade;
-Mercadorias expostas na vitrine sem o referido preço;
-Preços diferentes à vista, dinheiro, cheque ou cartão de crédito;
-Limite mínimo para a venda no cartão de crédito;
-Produtos importados sem a devida tradução em português;
-Postos de combustíveis sem tabela de preços;
-Mercadorias financiadas sem explicitar o número de prestações, valor total à vista, valor total à prazo e valor dos juros cobrados;
A agência itinerante do PROCON-MA e Viva Cidadão já estão montadas no Teatro Municipal para receber a população 

Postagens relacionadas

0 comentários: