Prefeitura e Câmara de Coelho Neto: Zero em transparência

5/10/2017 CoelhoNews 0 Comments


Por Samuel Bastos


Antes de ser prefeito, o petista Américo de Sousa (PT) enchia os pulmões de ar para cobrar transparência de todos os últimos ex-prefeitos dos quais ele fez oposição. Era transparência pra cá, transparência pra lá com a justificativa de que o cumprimento desse quesito seria de fundamental importância para a sociedade saber como estava sendo aplicado os recursos públicos.

Fazendo valer aquele velho ditado popular do faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço, o prefeito assim como diversos outros temas parece ter esquecido do que pregou no passado.

Américo está no quinto mês de mandato e nesse quesito sua gestão é nota zero. Vergonhosamente a administração que deveria ser um modelo continua figurando na lista dos 88 municípios que ignoram a Lei da Transparência e a Lei de Acesso À Informação.

Pior que isso é que o Legislativo não pode falar nada. É que a gestão do aliado Osmar Aguiar (PT) que no exercício do mandato parlamentar também vociferava contra o governo anterior cobrando transparência comete o mesmo erro e com isso também é nota zero no quesito.

Em outras palavras, toda cobrança e qualquer ação de investigação se torna prejudicada quando os poderes que deveriam zelar pelas leis são os primeiros a desobedecer. O Ministério Público enviou uma Recomendação no início do ano ao Executivo sobre o assunto, mas ao que parece entrou no ouvido e saiu pelo outro.

Vovó estava certa: quer conhecer alguém dê poder a ele. Uma coisa é o discurso, outra coisa bem diferente é a prática… tão claro como a luz do sol.


Do Portal Gaditas, Por Samuel Bastos

Postagens relacionadas

0 comentários: