Policial Civil mostra a triste realidade do usuário de Crack e faz apelo às autoridades

6/09/2017 Richard Cabrera 0 Comments

Policial Civil de Coelho Neto, Albino Klauberth
Em vídeo, um policial civil da cidade de Coelho Neto mostra a triste situação de um usuário de crack e faz apelo às autoridades, pedindo auxilio para tratamento ou um encaminhamento para uma internação para recuperação da dependência química do jovem Fernando Gonçalves de Araújo, de 18 anos de idade.

Mais conhecido como “Vistoso”, o dependente químico procurou o policial civil Albino Klauberth, em busca de uma ajuda para ser internado em uma clínica para dependentes químicos, pois o mesmo já se sente cansado do vício e da vida que leva.

“Vistoso” pediu para que o policial Albino gravasse e divulgasse um vídeo, no qual mostra sua triste realidade, como um viciado no Crack.

No início do vídeo, o policial civil explana o perfil de um usuário de droga, retratando a vida do jovem, Fernando “Vistoso” que por várias vezes já foi preso, e hoje dispõe das decisões judiciais, por efetuar furtos de diversos objetos, para manter seu vício no crack. O jovem, Fernando, usa o Crack desde os 12 anos de idade, e que chegando aos 19 anos, sente-se como que sua vida estivesse chegando ao fim, perdendo oportunidades de estudos e trabalhos, por conta da Droga.

Sensibilizado com a situação, o policial civil, Albino Klauberth, faz um apelo para as autoridades, para que se preocupem mais com as políticas públicas, passando a cuidar mais dos adolescentes e jovens que perdem suas vidas para as drogas e para o mundo do crime.

Fernando "Vistoso"
“Eu pretendo uma ajuda de um internamento... Eu não consigo parar porque ela é muito forte... Já cheguei a fumar umas 80 cabeças (pedras de crack) por dia... Para usar o Crack, a vontade que dar é de roubar toda hora, só para manter o vício.” Lamentou o jovem Fernando “Vistoso”.

A polícia civil de Coelho Neto além do papel da segurança pública, sempre faz um papel socioeducativo, aconselhando aos usuários de drogas a mudarem suas vidas.

O policial civil, Albino Klauberth, nos explicou que sempre que pode, tenta conscientizar os usuários, para pararem de roubar e também parar de utilizar a droga.

“Esse é um dos exemplos de um usuário do Crack, que dá um trabalho para a população e para a polícia. Pelo fato de ser viciado em Crack, tudo que ele vê ele quer roubar”. Indagou Albino.

Fernando diz que tem muita vontade de deixar as drogas de lado e acredita que com a internação, conseguirá vencer esse vício.

No final do vídeo, Fernando clama às pessoas competentes, principalmente da área da saúde, para que consigam uma internação para ele

Albino acredita que expondo vídeos como este, mesmo sendo uma triste realidade vivenciada no dia-a-dia, conseguirá sensibilizar a sociedade e as pessoas competentes para que possam ajudar retirar jovens e adolescentes de uma triste situação como esta. E com a atitude dos usuários, que buscam mudar, o policial continua fazendo estes apelos e acredita que jovens como o Fernando “Vistoso”, poderá se ressocializar novamente.

ASSISTA O VÍDEO NA ÍNTEGRA

Postagens relacionadas

0 comentários: